Extracto de romã estimula as contracções uterinas

Estudo publicado na revista “Reproductive Sciences”

29 janeiro 2010
  |  Partilhar:

O sumo da romã tem sido apontado como causador de vários benefícios para a saúde, nomeadamente uma redução dos níveis de “mau” colesterol (LDL), uma diminuição da pressão arterial e um efeito protector contra vários tumores.

 

Agora, um novo estudo, publicado na revista “Reproductive Sciences”, veio acrescentar mais um benefício à lista: o extracto deste fruto consegue estimular as contracções uterinas durante o parto.

 

Nesta investigação, a cientista Sue Wray, do Departamento de Fisiologia da University of Liverpool, no Reino Unido, partiu da análise de estudos anteriores sobre os vários efeitos benéficos da romã. “Queríamos entender o seu efeito sobre as contracções uterinas para explorarmos novas formas de tratar as mulheres que podem enfrentar dificuldades no trabalho de parto”, justificou a investigadora ao sítio “Eurekalert”.

 

Actualmente, o único fármaco disponível para tratar mulheres com dificuldades em iniciar o trabalho de parto é a ocitocina, uma hormona que funciona apenas em cerca de 50% dos casos.

 

Estudos anteriores já tinham verificado que o esterol vegetal beta-sitosterol, que está presente em grandes quantidades nas grainhas da romã, era capaz de inibir a absorção do “mau” colesterol no intestino.

 

Neste estudo, a equipa da professora Wray adicionou o extracto a amostras de tecido uterino de animais e constatou que as células musculares aumentaram a sua actividade, o que levou os cientistas a concluir que este extracto poderá ser usado como um estimulante natural da contracção do útero durante o trabalho de parto.

 

Os cientistas sugerem que, provavelmente, a contracção muscular ocorre pelo efeito do beta-sitosterol de estimulação do aumento de cálcio no organismo, elemento essencial para a contracção muscular.

 

O próximo passo é investigar de que modo o beta-sitosterol pode aumentar os níveis de cálcio no organismo, para que se possam desenvolver novas formas farmacológicas destinadas a tratar disfunções no trabalho de parto.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.