Exposição a laca na gravidez aumenta risco de Hipospadia

Estudo publicado na revista "Environmental Health Perspectives"

06 março 2009
  |  Partilhar:

As mulheres que, durante a gravidez, são expostas à laca para o cabelo no seu local de trabalho correm o dobro do risco de ter um bebé com má-formação no sistema genital-urinário (hipospadia).

 

O estudo, realizado por cientistas do Imperial College, de Londres, foi publicado na revista "Environmental Health Perspectives".
 

Os autores do estudo afirmam que as mulheres expostas aos ftalatos, compostos químicos presentes na laca, correm um maior risco de ter filhos com hipospadia.

 

O estudo sugere que as mulheres expostas a laca no seu local de trabalho durante o primeiro trimestre de gravidez correm um risco aumentado, entre duas a três vezes superior, de ter filhos com hipospadia, quando comparadas com os bebés de mães que não foram expostas aos componentes químicos.

 

O estudo teve por base entrevistas telefónicas detalhadas com 471 mães cujos filhos tinham sido referenciados para cirurgia devido a hipospadia e 490 outras mulheres pertencentes ao grupo de controlo.

 

Contudo, os investigadores esclarecem que o perigo não está no uso doméstico da laca. O que é perigosa é a situação das mulheres grávidas que estão expostas a maiores doses por razões de trabalho, como acontece com as cabeleireiras e as funcionárias de centros de beleza.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.