Exposição a animais de estimação e alérgenos antes dos 3 anos é benéfica

Estudo publicado na “Journal of Allergy and Clinical Immunology”

22 setembro 2017
  |  Partilhar:
A exposição, na tenra idade, a alérgenos relacionados com animais de estimação e outros poderá ajudar a prevenir o desenvolvimento de asma numa criança, apurou um estudo.
 
Conduzido por uma equipa de investigadores liderada por James E. Gern, docente na Universidade de Wisconsin-Madison, EUA, o estudo comprovou que este efeito protetor preventivo é visível se a criança for exposta aos vários alérgenos antes dos três anos de idade.
 
Por outro lado, como se sabe, quando uma criança desenvolve asma é necessário que seja evitada a exposição da mesma aos mesmos alérgenos, que incluem também pólen e ácaros, pois poderá piorar os sintomas.
 
O estudo, que foi parte de um estudo mais abrangente denominado estudo do Desenvolvimento Urbano e Asma na Infância (Urban Environment and Childhood Asthma [URECA], no original em inglês), teve início em 2005.
 
Nessa altura, os investigadores recrutaram um total de 560 crianças nascidas naquele ano, em várias cidades norte-americanas, as quais foram seguidas até aos sete anos de idade. As crianças apresentavam todas um risco elevado de desenvolverem asma porque pelo menos um dos pais sofria da doença ou de outras alergias.
 
Os investigadores propuseram-se analisar os fatores de risco de asma nas crianças recrutadas. Foram então recolhidas amostras de alérgenos nas casas das crianças quando aquelas tinham três meses de idade, e depois mais tarde aos dois e três anos de vida. 
 
Das 560 crianças que participaram do estudo foi possível aos investigadores conseguirem dados sobre 442. Das 442 crianças, 130 desenvolveram asma. 
 
O estudo descobriu uma forte correlação inversa entre concentrações elevadas de alérgenos de gato, baratas e ratinhos no pó da casa e o risco de asma. Quanto maiores eram as concentrações daqueles alérgenos antes das crianças terem três anos de idade, menor era o risco de desenvolverem asma antes dos sete anos de idade.
 
Os investigadores sustentam que estudos adicionais poderão permitir identificar alvos específicos para estratégias de prevenção da asma.
 
ALERT Life Sciences Computing, S.A.
Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar