Exposição a anestésicos relacionada com dificuldades de aprendizagem das crianças

Estudo publicado no “Anesthesiology”

29 março 2009
  |  Partilhar:

As crianças que nos primeiros três anos de vida necessitam de ser submetidas a cirurgias com anestesia têm um maior risco de desenvolverem dificuldades de aprendizagem, sugere um estudo publicado na revista científica “Anesthesiology”.

 

Estudos anteriores já tinham demonstrado que os anestésicos poderiam causar deficiências nos cérebros de animais jovens. Este é o primeiro estudo realizado em humanos que sugere que a exposição das crianças a anestésicos poderá ter consequências semelhantes.

 

Os investigadores da Mayo Clinic analisaram os registos médicos de 5 357 crianças que nasceram em cinco cidades de Olmsted County, Minnesota, EUA, entre 1976 e 1982.

 

A equipa, liderada por Robert Wilder, descobriu que a exposição a uma anestesia não aumenta o risco de as crianças desenvolverem dificuldades de aprendizagem antes dos 19 anos de idade. Contudo, a exposição a duas anestesias aumentava esse risco 2,6 vezes.

 

Em declarações à agência Reuters Health, Randall Flick, co-autor do estudo, alerta os pais e as famílias para o facto de “apesar de se ter encontrado uma diferença clara na frequência das dificuldades de aprendizagem nas crianças que foram expostas a anestesias, não há a certeza de que estas diferenças sejam realmente causadas pela anestesia.”

 

Os autores do estudo afirmam que, para além da exposição aos anestésicos, estas diferenças podem também ser devidas ao stress provocado pela intervenção cirúrgica ou pelos problemas médicos que conduziram à necessidade dessa intervenção.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.