Exercício físico na adolescência é fundamental

Estudo publicado no “British Medical Journal”

23 novembro 2012
  |  Partilhar:

Um baixa força muscular na adolescência está associada a um maior risco de morte prematura, sugere um estudo publicado no “British Medical Journal”.
 

Um índice de massa corporal (IMC) e pressão arterial elevados são dois fatores de risco, bem conhecidos, da morte prematura na adolescência. Contudo, até à data ainda não estava bem estabelecido se a força muscular na adolescência poderia influenciar a mortalidade.
 

De forma a averiguar esta questão os investigadores do Karolinska Institutet, na Suécia, acompanharam ao longo de mais de 34 anos, mais de um milhão de adolescentes com idades compreendidas entre os 16 e os 19 anos.
 

Todos os participantes foram submetidos a testes para avaliação da força muscular, IMC e pressão arterial. A morte prematura foi definida como a morte antes dos 55 anos.
 

O estudo apurou que independentemente do IMC e pressão arterial, a força muscular foi associada com um risco 20 a 35% menor de morte prematura por qualquer causa e também por doença cardiovascular. Foi também constatado que, os adolescentes com maior força apresentavam um risco 20 a 30% menor de morte prematura devido ao suicídio e tinham uma probabilidade 65% menor de serem diagnosticados com uma doença psiquiátrica. Segundo os autores do estudo, estes resultados sugerem que os adolescentes mais debilitados poderão ser mentalmente mais vulneráveis.
 

Por outro lado, os adolescentes com menor força muscular apresentaram um maior risco de morrer prematuramente devido a: qualquer causa, doença cardiovascular e suicídio antes dos 55 anos.
 

Os investigadores verificaram que a taxa de morte por qualquer causa, por 1000.000 pessoas ano, variou entre 122,3 e 86,9 para os adolescentes com menor e maior força muscular, respetivamente. De igual forma a taxa de doenças cardiovascular foi de 9,5 e 5,6 e a taxa de suicídio foi de 24,6 e 16,9.
 

Os autores concluem que a baixa força muscular nos adolescentes é “um fator de risco emergente para as principais causas de morte na adolescência, nomeadamente suicídio e doença cardiovascular. O efeito do tamanho destas associações é similar aos fatores de risco clássicos como o IMC e a pressão arterial.
 

Os investigadores, liderados por Finn Rasmussen, aconselham os adolescentes, especialmente aqueles com pouca força muscular, a praticar exercício físico regular de forma a aumentar a sua capacidade física.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A. 

Partilhar:
Classificações: 2Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.