Exercício físico frequente e vigoroso aumenta risco cardíaco

Estudo publicado no “American Journal of Cardiology”

21 junho 2009
  |  Partilhar:

A prática frequente de exercício físico vigoroso aumenta o risco de fibrilhação atrial, revela um estudo publicado no “American Journal of Cardiology”.

 

A fibrilação atrial é um distúrbio do ritmo cardíaco, geralmente envolvendo um ritmo cardíaco acelerado, em que as aurículas contraem de uma forma desordenada e anormal. Esta situação pode fazer com que o coração bombeie uma quantidade insuficiente de sangue. Apesar de poder ser bem controlada com o auxílio de tratamento, a fibrilação atrial pode conduzir a desmaio, insuficiência cardíaca e acidente vascular cerebral.

 

No estudo, realizado por investigadores da New York University Medical Center, foram analisados os dados de 16.921 homens saudáveis que tinham participado num estudo anterior iniciado em 1982. Durante o período de acompanhamento, verificou- se que 1.661 homens tinham desenvolvido fibrilação atrial.

 

Após terem recolhido informação sobre a frequência com que os participantes praticavam exercício, os investigadores constataram que, em comparação com os participantes que não praticavam exercício físico vigoroso, os que o faziam cinco a sete vezes por semana tinham uma probabilidade 20% maior de sofrer de fibrilação atrial.

 

No entanto, após terem efectuado uma análise mais detalhada, os investigadores apuraram que a probabilidade de sofrer de fibrilação atrial era ainda maior no caso dos homens que tinham menos de 50 anos e no caso dos que praticavam corrida. Assim, em comparação com os que não praticavam exercício físico vigoroso, os que o praticam tinham um risco de sofrer de fibrilação atrial 74% maior caso tivessem menos de 50 anos e 53% maior caso fossem corredores.

 

No entanto, os cientistas fazem a ressalva de que, tal como qualquer estudo observacional, este não pode funcionar como uma prova definitiva de que a prática de exercício físico vigoroso é causa directa de os homens sofrerem de fibrilação atrial, dado que outros factores poderão estar a contribuir para esta associação.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.