Exercício físico feito em casa não garante continuidade

Estudo publicado na revista "Annals of Behavioral Medicine"

13 janeiro 2009
  |  Partilhar:

Comprar equipamento de exercício físico para praticar em casa pode não resultar numa maior actividade desportiva.
 

 

Segundo um estudo publicado na revista "Annals of Behavioral Medicine", investigadores norte-americanos, liderados por David Williams, da Alpert Medical School, da Brown University, avaliaram 205 adultos sedentários estimulados a iniciar um programa de exercício em casa. Em seis meses, cerca da metade tinha iniciado a prática de exercício físico, mas, passado um ano, um terço tinha abandonado a actividade física.
 

 

Em entrevista ao jornal “New York Times”, o líder da investigação, David William, explica que isso não significa que os aparelhos para usar em casa não funcionem. “Eles são apenas uma parte muito pequena do quebra-cabeças; podem, de facto, facilitar o exercício, mas as pessoas ainda precisam de motivação para o fazer”.
 

 

Por isso, William refere existirem maneiras mais simples de aumentar as probabilidades de continuar com a prática de exercício: fazê-lo com amigos e familiares, aprender a funcionar bem com um aparelho de exercício ou trabalhar com alguém que o motive, como um treinador pessoal.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.