Exercício e chá verde diminuem depressão decorrente de cancro da mama

Estudo publicado no “Journal of Clinical Oncology”

01 fevereiro 2010
  |  Partilhar:

A depressão é um grave problema de saúde para as sobreviventes de cancro da mama, mas um novo estudo publicado no “Journal of Clinical Oncology” revela que o exercício regular e a ingestão de chá verde podem ajudar.

 

Os investigadores da Vanderbilt University Medical Center, em Tennessee, EUA, analisaram factores influenciadores de depressão em 1.399 mulheres chinesas, as quais tinham em média 54 anos de idade, e que foram tratadas para o cancro da mama em Xangai, China, entre Abril de 2002 e Dezembro de 2006. Seis meses após seu diagnóstico, os investigadores avaliaram os níveis de actividade física das participantes, a sua alimentação, o consumo de chá e de álcool, o tabagismo e o uso de medicamentos fitoterápicos e de suplementos.

 

Na avaliação da depressão 18 meses após o diagnóstico, os investigadores observaram benefícios distintos entre as mulheres que relataram praticar algum tipo de exercício (62% do total). As participantes que praticavam exercício tinham uma probabilidade 20% menor de sofrerem de depressão leve ou intensa.

 

O estudo revelou que, entre as 437 participantes que praticavam exercício vigoroso, 84 (19,2%) apresentavam estados de depressão leve ou intensa. Por outro lado, entre as 528 participantes que não praticavam desporto, 161 (30,5%) apresentavam estados de depressão leve ou intensa.

 

Adicionalmente, foi também constatado que, em comparação com as mulheres que não praticavam exercício, a depressão foi 28% menor nas mulheres que praticavam mais de 2 horas de exercício por semana e 42% menor nas que aumentaram o tempo de exercício após o diagnóstico.

 

O consumo de chá também teve alguma influência na ocorrência de depressão. Em comparação com as 1.216 mulheres que não bebiam chá verde, as 183 que o consumiam tinham um risco 36% menor de terem depressão. A grande maioria das consumidores de chá, cerca de 90%, bebia chá verde.

 

Após terem tido em consideração outros factores de risco para a depressão, os benefícios do exercício físico e do consumo de chá na depressão permaneceram.

 

Apesar dos resultados obtidos, na opinião do líder da investigação, Xiao Ou Shu, serão necessárias investigações adicionais para esclarecer estes resultados, uma vez que as mulheres oriundas de outros países podem ser submetidas a diferentes regimes de tratamento do cancro da mama e podem, consequentemente, reagir de forma diferente.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.