Exercício é bom para o corpo e a mente

Estudo publicado na revista “Clinical Psychological Science”

28 setembro 2012
  |  Partilhar:

Para além de ser benéfica para o corpo, a prática de exercício físico também é importante para a saúde mental. O estudo publicado no “Clinical Psychological Science” sugere que existem determinados fatores psicossociais que podem explicar de que modo a atividade física diária beneficia a saúde mental dos adolescentes.
 

Neste estudo os investigadores do Trimbos Institute, na Holanda, propuseram-se a analisar duas possíveis explicações para a associação entre a prática de exercício físico e a saúde mental. Uma das hipóteses, a da autoimagem, sugere que a atividade física tem efeitos positivos no peso corporal e na estrutura do corpo, o que conduz a um aumento da autoestima. Por outro lado, a hipótese social baseia-se nos aspetos socias da atividade física, como as relações e o apoio sentido entre dos membros de uma mesma equipa.
 

Para testar estas duas hipóteses, os investigadores contaram com a participação de 7.000 estudantes holandeses que tinham entre 11 a 16 anos. Todos os participantes preencheram questionários de modo a serem avaliadas a sua atividade física, presença de problemas mentais, perceção do seu peso e participação em desportos de equipa.
 

Os investigadores constataram que os adolescentes que eram fisicamente inativos ou que achavam que eram demasiado gordos ou magros apresentavam um maior risco de problemas de internalização, como depressão, ansiedade e problemas de externalização, nomeadamente agressividade e consumo de substâncias elícitas. Por outro lado, os adolescentes que praticavam desporto de equipa tinham um menor risco de desenvolver problemas mentais.
 

O estudo apurou que tanto a perceção do peso corporal como ao fato de ser membro de uma equipa contribuía, parcialmente, para a associação entre a atividade física e saúde mental, o que vem confirmar as duas hipóteses já propostas.
 

Os resultados do estudo sugerem que existem determinados fatores psicossociais que poderão, em parte, explicar a associação entre o exercício físico e a saúde mental. Assim,” atividade pode ser uma ferramenta importante para a prevenção de problemas de saúde mental na adolescência”, conclui, uma das autoras do estudo, Karin Monshouwer.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.