Exercício com música reduz as quedas em idosos

Estudos publicados nos “Archives of Internal Medicine”

12 janeiro 2011
  |  Partilhar:

O uso de programas de exercício para idosos, nos quais se utiliza a música de piano poderá melhorar a forma de andar, equilíbrio e reduzir as suas quedas, segundo um estudo dos Hospitais Universitários e da Faculdade de Medicina de Genebra, na Suíça, publicado nos “Archives of Internal Medicine”.

 

Na investigação participaram 134 idosos com mais de 65 anos, sendo que 96% apresentavam um maior risco de quedas. Durante o estudo, os indivíduos foram aleatoriamente distribuídos por grupos de programas de exercício, em que a música estava a ser usada, ou num grupo que atrasou o tratamento. Durante os primeiros seis meses, os idosos do grupo de tratamento participavam numa hora de exercício semanal, programada e dirigida por um instrutor.

 

Na aula realizaram exercícios que incluíam uma variedade de movimentos que desafiavam o sistema de controlo do equilíbrio e que se iam tornando progressivamente mais complexos. Estes exercícios incluíam caminhar ao som de uma música tocada em piano e responder às mudanças de ritmo da mesma. Durante os seis meses seguintes do estudo, o grupo de controlo atrasado, participou nos mesmos exercícios, enquanto o grupo anterior voltou às actividades normais de exercício.

 

As provas de equilíbrio e funcionalidade melhoraram no grupo estudado quando comparados com as realizadas pelo grupo de controlo. De acordo com os dados, foi registada uma menor taxa de quedas no grupo alvo inicial, ou seja, 24 quedas, enquanto no outro grupo se verificaram 54. Os adultos do grupo de intervenção atrasado experimentaram mudanças semelhantes durante o segundo período de exercícios com música.

 

Os autores descobriram que quando os participantes realizavam uma única tarefa em vez de múltiplas tarefas ao mesmo tempo, a sua velocidade ao caminhar aumentava, assim como o comprimento dos passos, em comparação com o grupo de controlo. Além disso, os benefícios da intervenção sobre a variabilidade da marcha continuaram a ser evidentes seis meses depois. Os investigadores sugerem que este programa de exercícios e música poderia ser útil para prevenir quedas e para a reabilitação física desta faixa etária.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4.5
Comentários 3 Comentar

muito bom

Artigo muito interessante não sabia da realizaçao deste estudo

Parabens

Gostei de ler.

Interessante

Artiho interessante.

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.