Excrementos de gaivotas têm bactérias multi-resistentes aos antibióticos

Estudo da Universidade do Porto

08 setembro 2009
  |  Partilhar:

Investigadores do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS), da Universidade do Porto, alertam para o facto de os excrementos dos gaivotas serem "um eventual problema de saúde pública”.

 

As gaivotas que frequentam a orla costeira do Porto e Matosinhos deixam excrementos portadores de bactérias multi-resistentes aos antibióticos que podem contagiar seres humanos, aponta o resumo do estudo.

 

Em comunicado enviado à imprensa, a equipa de investigadores do ICBAS, liderada por Paulo Martins da Costa, refere ter encontrado nos excrementos das gaivotas uma "enorme quantidade e diversidade de estirpes Escherichia coli multi-resistentes, relativamente às quais a maioria dos 20 antimicrobianos testados foi completamente ineficaz".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.