Excesso de testosterona reduz a empatia

Estudo publicado no PNAS

24 março 2011
  |  Partilhar:

Um novo estudo das universidades de Utrecht e de Cambridge mostra, pela primeira vez, que a administração de testosterona debaixo da língua afecta negativamente a capacidade da pessoa 'ler a mente', uma indicação de empatia.

 

Os professores Jack van Honk, da Universidade de Utrecht e Simon Baron-Cohen, da Universidade de Cambridge, conduziram o estudo que foi publicado no “Proceedings of the National Academy of Sciences” (PNAS).

 

No estudo usaram a tarefa "Ler a Mente Através do Olhar" para testar a capacidade de leitura da mente, que avalia como alguém pode adivinhar o que uma pessoa está a pensar ou sentir a partir de fotografias das expressões faciais.  A leitura da mente é um dos aspectos da empatia, uma capacidade que mostra significantes diferenças de sexo a favor das mulheres.

 

Os investigadores descobriram que a administração de testosterona conduz a uma redução significante da leitura da mente e que esse efeito é previsto pelo denominado “2D:4D digit ratio”, um marcador pré-natal da testosterona no feto. As pessoas com os níveis mais masculinizados deste marcador mostraram a redução mais pronunciada na capacidade de leitura da mente.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.