Excesso de peso associado a maior risco de acne nas adolescente

Estudo publicado nos “Archives of Dermatology”

19 janeiro 2012
  |  Partilhar:

As adolescentes obesas ou com excesso de peso apresentam um maior risco de desenvolver acne, dá conta um estudo publicado nos “Archives of Dermatology”.

 

Os autores do estudo da University of Oslo, na Noruega, revelaram que, dos cerca de 10 a 20% dos adolescentes que lutam contra a acne, muitos desenvolvem problemas psicológicos caraterizados por uma baixa autoestima e dificuldade na socialização. Simultaneamente, há cada vez mais crianças que se tornam vítimas da chamada epidemia da obesidade.

 

De forma a explorar se havia uma associação entre estas duas condições, os investigadores liderados por Jon Anders Halvorsen contaram com a participação de 3.600 adolescentes noruegueses, que tinham entre 18 e 19 anos. Todos dos participantes forneceram os dados do seu peso e altura, revelaram se tinham ou não acne, e em que grau, na semana anterior ao início do estudo.

 

Todos os participantes foram convidados a responder a questionários sobre o consumo de bebidas, de tabaco, desgaste mental e hábitos dietéticos nomeadamente consumo de açúcar, doces, chocolate, legumes crus, peixe gordo e batatas fritas.

 

No início do estudo os investigadores constataram que menos de 20% das raparigas e mais de 15% dos rapazes apresentavam excesso de peso (BMI igual ou superior a 25 Kg/m2); menos de 40% dos participantes eram obesos (BMI igual ou maior que 30 Kg/m2).

 

O estudo revelou que 13% das participantes apresentavam acne. Contudo, quando os investigadores se centraram só nas adolescentes que tinham excesso de peso ou eram obesas este número aumentou para quase 19%.

 

Contudo, nos rapazes a presença de acne era independente do seu peso. Após terem em conta vários fatores que poderiam influenciar o aparecimento da acne, os investigadores concluíram que o excesso de peso está associado a um maior risco de aparecimento de acne nas raparigas, o mesmo não se verificando para os rapazes.

 

“É possível, mas ainda não se sabe ao certo, que nas raparigas, mas não nos rapazes, o excesso de androgénios causado pela obesidade tenha um efeito aditivo na acne”, revelou, em comunicado de imprensa, um docente de dermatologia da University of Miami Miller School of Medicine, nos EUA, Robert Kirsner. Acrescentando que “é possível que o efeito fisiológico do excesso de peso nas raparigas seja maior que nos rapazes, o que conduz a um aumento mais pronunciado das hormonas associadas ao stress nas raparigas e consequentemente ao aparecimento da acne”.

 

Os autores chamam ainda a atenção para o fato dos resultados deste estudo mostrarem que há uma associação entre o excesso de peso e a acne, mas não provarem que era uma questão de causa efeito.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.