Exame dos ductos mamários é pouco eficaz

IRM é o mais aconselhado, aponta estudo

24 outubro 2004
  |  Partilhar:

A análise das células provenientes dos ductos mamários é um método pouco eficaz para detectar cancros precoces da mama, indicam as conclusões de um estudo publicado nos Estados Unidos.Por ser nos ductos mamários que numerosos cancros da mama se começam a desenvolver, os investigadores tinham concluído que podiam procurar nesses ductos células cancerosas antes destas poderem ser detectadas por uma mamografia, explicam os autores do estudo no Journal of the National Cancer Institute.Para testar esta técnica experimental de detecção, purgaram os ductos mamários de 39 mulheres já diagnosticadas com cancro. No final concluíram que este exame só detectou um pequeno número de cancros nas pacientes (13 por cento).Para Seema Khan, que coordenou a equipa de investigadores do Hospital Norwestern de Chicago (Illinois) neste trabalho, «este método não deve ser recomendado como técnica de detecção precoce do cancro da mama» de alto risco, em vez da imagiologia por ressonância magnética (IRM).Esta última é claramente mais eficaz que os outros métodos de exame para detectar o cancro da mama nas mulheres predispostas à doença por motivos genéticos, conclui outro estudo publicado em Setembro no Journal of the American Medical Association.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.