Exame de luz poderá detectar doenças

Da ficção para a realidade...

24 setembro 2002
  |  Partilhar:

Investigadores britânicos desenvolveram um equipamento, parecido com os usados nos filmes de ficção científica, destinado a medir os sinais vitais de saúde, sem a necessidade de contacto com a pele.
 

 

Segundo uma entrevista dada à BBC, a equipa de cientistas da Universidade de Loughborough acredita que o equipamento possa, no futuro, ser usado para medir o fluxo do sangue, acompanhar a saúde do coração e avaliar a cicatrização de feridas ou queimaduras.
 

 

O equipamento consiste numa luz, aplicada na parte específica do corpo do paciente, e um sistema que efectua a medição da absorção da luz.
 

 

A tecnologia, desenvolvida e liderada pelo professor Peter Smith, é baseada na técnica que relaciona a quantidade de luz absorvida por uma pessoa e o estado de saúde de algumas partes do seu organismo.
 

 

A quantidade de luz absorvida pelo corpo é medida por meio do comprimento de ondas reflectidas pelos pacientes. E o tamanho dessas ondas é determinado por certas propriedades do sangue e pela quantidade de luz que é absorvida pelo tecido.
 

 

Esta técnica já é usada para medir o fluxo do sangue em algumas partes do corpo. No entanto, actualmente, para que isso aconteça os equipamentos têm que ser colocados em contacto com a pele para funcionar.
 

 

Apesar da evolução, o equipamento criado na Grã-Bretanha só funciona se estiver bastante próximo do paciente analisado.
 

 

Os cientistas acrescentam ainda que o projecto ainda precisa de mais testes para poder ser utilizado de forma ampla e eficiente.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar