Europeus do norte são mais saudáveis...

... mas vivem menos

03 maio 2005
  |  Partilhar:

 

 

Os europeus do norte são mais saudáveis e ricos que os habitantes do sul do continente, mas quem vive nos países mediterrâneos vivem mais, segundo um estudo recente.
 

Um recém-nascido italiano, por exemplo, tem uma esperança de vida dois anos maior que um holandês. Mas cerca de 14 por cento dos italianos com mais de 65 anos vivem na pobreza, comparando-se a apenas dois por cento na Holanda.
 

 

«Os idosos do norte da Europa estão melhor financeiramente e têm melhor saúde, mas isso não se traduz em diferenças na mortalidade», afirmou o professor Axel Boersch-Supan, coordenador da Pesquisa de Saúde, Envelhecimento e Reforma na Europa (SHARE).
 

 

O principal objectivo desta investigação é dar aos cientistas e formadores de políticas de informações fiáveis sobre um continente que tem a maior proporção de idosos no mundo. Cerca de 16 por cento da população dos países-membros da União Europeia (UE) antes de sua expansão ao leste têm 65 anos ou mais, mas muitos esperam que esse número chegue a 28 por cento até 2050.
 

 

O projecto de pesquisa, financiado pela UE, recolheu dados de 22 mil cidadãos com mais de 50 anos em 11 países, da Escandinávia ao Mediterrâneo. A sondagem descobriu uma forte relação entre saúde, física e mental, e status sócio-económico.
 

A depressão, por exemplo, é mais frequente entre pessoas com baixos rendientos ou com poucas posses, especialmente nos países do norte da Europa.
 

 

MNI-Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.