Europa precisa de investigadores

Conselho Europeu de Investigação deve captar jovens para a ciência, defende Mariano Gago

21 fevereiro 2003
  |  Partilhar:

A criação de um Conselho Europeu de Investigação (CEI) seria uma forma de captar mais jovens para a ciência, defendeu em Paris o ex-ministro da Ciência e da Tecnologia José Mariano Gago.
 

 

Convidado a participar numa reunião na sede da organização das Nações Unidas (ONU) para a educação, ciência e cultura, UNESCO, sobre as vantagens da criação do CEI, Mariano Gago disse à Agência Lusa que o interesse deste organismo é a sua focalização no financiamento das ciências básicas, com resultados a longo prazo.
 

 

O ex-ministro dos governos de António Guterres salienta que «é preciso atrair recursos humanos para a ciência» e recuperar do atraso que a Europa tem relativamente aos EUA nesta matéria. «A Europa não tem gente suficiente (na ciência) e não está a atraí-la», alerta Mariano Gago.
 

 

O CEI reuniria um conjunto dos melhores cientistas europeus para avaliar e atribuir subsídios à investigação de uma forma flexível e pouco burocrática, alimentando-se de parte do financiamento nacional dos membros da União Europeia para esta área.
 

 

Investindo em ciências como as biomédicas, a biologia, a física ou a matemática, o CEI deverá assumir uma estratégia a longo prazo, mas é assim que se dão «condições aos investigadores para trabalhar», gerando «novas ideias e novos cientistas», defende.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.