EUA revoga lei que proibia entrada de seropositivos no país

Decisão anunciada por Barack Obama

10 novembro 2009
  |  Partilhar:

A lei que proibia os doentes com sida de entrarem nos EUA, e que vigorava desde 1987, foi revogada pelo presidente norte-americano, Barack Obama.

 

A ordem de cancelamento dessa proibição foi emitida na semana passada e entrará em vigor no início de 2010.

 

A decisão foi anunciada por Barack Obama numa cerimónia realizada na Casa Branca para assinar a prorrogação de um programa de luta contra a sida, que inclui mais rastreios e acompanhamento médico aos pacientes.

 

O presidente norte-americano recordou que a decisão, tomada há 22 anos, de impedir a entrada de seropositivos no país teve por base mais o medo do que os factos.

 

Em comunicado enviado à imprensa, Michael Weinstein, presidente da Aids Healthcare Foundation, regozijou-se com a decisão, declarando que a proibição que imperou nos últimos anos manchou os direitos do homem.

 

Cerca de 10 países no mundo ainda proíbem a entrada de doentes com sida nos seus territórios. Estima-se que nos EUA existam cerca de 1,1 milhões de seropositivos.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.