EUA: médicos descobrem erros em 11,8% dos diagnósticos de cancro

Levantamento efectuado pela Pittsburgh University

29 março 2006
  |  Partilhar:

 

 

Numa revisão dos dados de pacientes, médicos norte-americanos verificaram erros até 11,8% nos diagnósticos de cancro, de acordo com um relatório publicado na revista "Cancer". Numa quantidade considerável de casos, o erro causou algum tipo de dano ao paciente.
 

 

A frequência e o impacto clínico de erros ainda não foram bem caracterizados, afirmou o autor do relatório Stephen S. Raab, da Pittsburgh University, na Pensilvânia, EUA.
 

 

No levantamento, a equipa liderada por Raab avaliou os erros de diagnóstico de pacientes que foram atendidos em quatro hospitais para o tratamento de cancro, em 2002. Segundo os investigadores, os erros variaram de 1,79% a 9,42% nos casos de cancros ginecológicos e de 4,87% a 11,8% nos casos de outros tipos de cancro.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.