EU: Doença das vacas loucas atinge nível superior em Portugal
07 março 2002
  |  Partilhar:

Portugal integra o conjunto de países onde existe maior risco da chamada «Doença das vacas loucas», referiu o Comité Veterinário Permanente da União Europeia, durante a actualização do seu parecer sobre o risco geográfico da BSE.
 

Na análise feita pelo Comité, Portugal pertence à classe em que a existência da encefalopatia espongiforme bovina está confirmada a um nível superior, o Grupo IV.
 

 

Durante o ano passado, Portugal registou a primeira diminuição significativa do número de casos de BSE, de 150 em 2000 para 113 em 2001. No entanto, só no mês de Janeiro de 2002, foram detectados sete novos casos, o que leva o Comité de Veterinários da União Europeia a manter os bovinos portugueses sob estrita vigilância. O Reino Unido está na mesma categoria de Portugal.
 

 

Nenhum estado membro europeu está classificado como Grupo II, em que a presença da BSE é improvável, mas não está excluída, e muito menos como Grupo I, em que a doença das vacas loucas é altamente improvável.
 

 

A maioria dos países encontra-se agrupada no Grupo II, em que a existência da doença é provável, mas não está confirmada, ou está confirmada a um nível inferior.
 

 

Fonte:Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.