Estudo traz nova esperança para tratamento da Leucemia Linfoblástica Aguda

Trabalho publicado na revista “Blood”

14 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

Um estudo realizado por um grupo de cientistas espanhóis do Centro de Investigación Médica Aplicada (CIMA) descobriu uma possível nova linha de tratamento para a Leucemia Linfoblástica Aguda (LLA), o que pode melhorar os resultados da Quimioterapia em pacientes em estado grave e aumentar significativamente as suas possibilidades de sobrevivência. A LLA é a Doença Oncológica mais frequente em crianças. O trabalho, publicado pela revista oficial da American Society of Hematology, a "Blood", foi liderado por José Román Gómez, do departamento de Hematologia do Hospital Reina Sofía de Córdoba e do departamento de Hematologia do Hospital Carlos Haya de Málaga, ambos na região da Andaluzia. A descoberta pode beneficiar os doentes que apresentem uma via de controlo celular alterada, a chamada via de WNT. As proteínas da via do WNT são proto-oncogenes que regulam múltiplos processos. Mutações que activem esta via de forma anormal têm sido descritas em associação com diversos tipos de tumores. O estudo comprovou "in vitro" que administrando um tipo de fármaco é possível normalizar essa via de controlo celular e, portanto, impedir o desenvolvimento das células tumorais. A descoberta oferece a "base racional", segundo o Cima, para utilizar, contra a LLA, uma série de substâncias, como a quercetina e a decitabina, já utilizadas contra outro tipo de patologias. O próximo passo da pesquisa consistirá em aplicar os estudos em ratinhos para constatar que fármacos seriam realmente eficazes. Uma vez comprovada a eficácia serão iniciados os testes clínicos com pacientes. MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 5 Comentar

LLA

Gostaria de saber mais da LLA do tipo refratário, sei apenas é quando o organismo da cça não aceita nenhum tipo de tratamento.Pois foi isso que meu filho teve, aos onze anos de idade e quando descobriu só lhe restou quatro meses de vida, já bem avançado.

LLA

Gostaria de saber mais da LLA do tipo refratário, sei apenas é quando o organismo da cça não aceita nenhum tipo de tratamento.Pois foi isso que meu filho teve, aos onze anos de idade e quando descobriu só lhe restou quatro meses de vida, já bem avançado.

LLA

Gostaria de saber mais da LLA do tipo refratário, sei apenas é quando o organismo da cça não aceita nenhum tipo de tratamento.Pois foi isso que meu filho teve, aos onze anos de idade e quando descobriu só lhe restou quatro meses de vida, já bem avançado.

LLA

Gostaria de saber mais da LLA do tipo refratário, sei apenas é quando o organismo da cça não aceita nenhum tipo de tratamento.Pois foi isso que meu filho teve, aos onze anos de idade e quando descobriu só lhe restou quatro meses de vida, já bem avançado.

LLA

Gostaria de saber mais da LLA do tipo refratário, sei apenas é quando o organismo da cça não aceita nenhum tipo de tratamento.Pois foi isso que meu filho teve, aos onze anos de idade e quando descobriu só lhe restou quatro meses de vida, já bem avançado.

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.