Estudo sobre disfunção sexual em Portugal

Um em cada cinco homens tem problemas

08 dezembro 2005
  |  Partilhar:

 

Um em cada cinco homens portugueses sofre de disfunção sexual, sendo a diminuição do desejo a mais prevalente, seguida de problemas de erecção e por último de ejaculação, revela um estudo da Sociedade Portuguesa de Andrologia (SPA).
 

O estudo revelou que a prevalência de qualquer tipo de disfunção sexual masculina - disfunção eréctil, alteração do desejo ou disfunção ejaculatória - é de 23,8 por cento, o que corresponde a 841 mil homens.
 

 

Efectuando uma análise por tipo de disfunção, o estudo mostrou que 15,5 por cento (547 mil homens) sofrem de diminuição de desejo sexual, 13 por cento (459 mil) de problemas de erecção e 11,6 por cento (409 mil) de problemas de ejaculação.
 

 

Relativamente aos problemas de erecção, 5,8 por cento (204 mil) dos homens portugueses apresentam disfunção eréctil moderada a grave. Em relação aos problemas de ejaculação, o principal é a ejaculação prematura.
 

 

Trata-se do maior estudo internacional sobre disfunções sexuais em Portugal, realizado entre Março e Dezembro de 2004, e que abrangeu 1.250 homens de todo o país, com idades entre os 18 e os 75 anos.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.