Estudo revela perfil do violador português

Trabalho de mestrado em Ciências Forenses

12 janeiro 2007
  |  Partilhar:

O violador português é caucasiano, tem cerca de 30 anos, baixa escolaridade e não revela arrependimento pelo crime, mas pena por este o ter conduzido à prisão, revela um estudo realizado pela psicóloga Maria Francisca Rebocho Lopes.
 

 

Esta caracterização do violador português de adultos foi apresentada em Outubro passado à Universidade do Porto para a obtenção do grau de mestre em Ciências Forenses.
 

 

Para a investigação, a autora entrevistou e consultou processos de 38 indivíduos que, em 2004 e 2005, se encontravam a cumprir pena por crimes de violação de adultas, dos quais só três (7,9%) eram considerados inimputáveis.
 

 

O estudo identificou uma clara preponderância dos solteiros (50%) e de indivíduos com baixas habilitações literárias: mais de 90% concluíram o segundo ou terceiro ciclo do ensino básico e apenas 2% concluíram o ensino secundário.
 

 

Embora a maioria dos detidos consumisse álcool, não se registou qualquer intensificação da sua ingestão no período que antecedeu o crime. Contudo, em 23,7% dos casos, o criminoso encontrava-se alcoolizado.
 

O resultado do estudo conclui que a maioria das mulheres violadas tinha entre 21 e 30 anos.
 

 

Fontes: Lusa e TSF
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.