Estudo relaciona gene da inteligência a Esquizofrenia

Trabalho publicado no “Journal of Clinical Investigation”

13 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

Um estudo feito por investigadores norte-americanos mostrou que a inteligência e a Esquizofrenia podem estar ligadas por um gene que aumenta a capacidade do cérebro de pensar. O estudo, publicado no “Journal of Clinical Investigation”, sugere que alguns dos factores genéticos que envolvem as capacidades cognitivas podem apresentar problemas, deixando uma parcela dos indivíduos com maior probabilidade de desenvolver problemas mentais.
 

 

Investigadores do National Institute of Mental Health (NIH) de
 

Bethesda-Maryland examinaram uma alteração no gene que codifica para a
 

proteína DARPP-32, a qual permite que a região do cérebro responsável pelo
 

raciocínio seja mais eficaz, melhorando o processo de transmissão de
 

informações. Esta alteração foi também associada a um maior risco de
 

desenvolver Esquizofrenia.
 

O trabalho, que abrangeu 257 famílias com histórico de Esquizofrenia, mostrou que a variação é bastante comum entre pessoas com esta doença.
 

 

O gene amplia a capacidade de processamento de informação e, quando o cérebro funciona normalmente, o indivíduo ganha flexibilidade para pensar e um melhor desempenho da memória. Entretanto, outros genes e as condições de vida do indivíduo também afectam o cérebro, transformando o que poderia ser um benefício num problema mental. "Seria o equivalente neurológico de uma mega auto-estrada que termina num beco sem saída", comparou o investigador Daniel Weinberger, em entrevista ao jornal britânico “The Times”.
 

 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.