Estudo questiona necessidade de antibiótico contra Sinusite

Trabalho apresentado no JAMA

08 janeiro 2008
  |  Partilhar:

 

Um estudo britânico apresentado no Journal of the American Medical Association (JAMA) questiona o uso de antibióticos no tratamento da Sinusite aguda e mostra que, em muitos casos, podem ser desnecessários para o desaparecimento dos sintomas.
 

 

Cientistas da University of Southampton, Inglaterra, acompanharam 240 pessoas com crises de Sinusite (causada por bactérias) e verificaram que 64,4% dos que não tomaram antibiótico já não apresentavam sintomas dez dias após a manifestação da crise.
 

 

O desempenho não foi muito pior que o dos pacientes tratados com amoxicilina - antibiótico comummente prescrito para tratar a doença -, ou seja, 71% não apresentavam sintomas após dez dias de tratamento. A possível explicação, segundo os autores do estudo, é a dificuldade do antibiótico penetrar nas cavidades com muco.
 

 

A pesquisa não refuta o uso de antibiótico em todos os casos, mas chama a atenção para as prescrições desnecessárias, muitas vezes feitas sem uma maior análise. No Reino Unido, por exemplo, onde foi feito o estudo, 92% dos casos de infecções respiratórias recebem prescrição de antibiótico.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.