Estudo promissor associa Vioxx a Aspirina

Cientistas conseguem diminuir efeitos secundários

15 setembro 2005
  |  Partilhar:

 

A ingestão de baixas doses de aspirina pode contrabalançar os efeitos nocivos a nível vascular da ingestão do anti-inflamatório Vioxx. Uma equipa norte-americana da Duke University, EUA, usou ratinhos manipulados para se comportarem como consumidores de Vioxx típicos e descobriu que um desequilíbrio químico comum em algumas pessoas pode ser a chave da intolerância ao produto.
 

 

Em ratinhos com níveis baixos de prostaciclina e, por isso, com tensão arterial alta, medicados com inibidores da COX 2, desenvolviam-se, de facto, outros problemas cardíacos, como fibrose cardíaca. Mas quando os ratinhos eram medicados com inibidores da COX 2 e ao mesmo tempo com aspirina, a pressão arterial continuava alta, mas não se registaram outras complicações. Mantinham-se, no entanto, os problemas gastrointestinais.
 

 

De acordo com o artigo, publicado na revista Cell Metabolism, os cientistas esperam ser possível “desenvolver um novo medicamento que reúna os efeitos terapêuticos dos anti-inflamatórios não esteróides e dos inibidores da COX 2, mas que não produza os efeitos secundários.”
 

 

Fonte: Público
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar