Estudo mostra elevada taxa de cura no tratamento da hepatite C

Dados apresentados na reunião anual da especialidade

02 dezembro 2010
  |  Partilhar:

Para pacientes com a forma mais comum de hepatite C em tratamento pela primeira vez, a adição de um inibidor de protease chamado telaprevir em conjunto à actual terapia padrão, melhorou claramente a taxa da resposta viral. Os resultados foram apresentados na 61 ª reunião anual da Associação Americana para o Estudo das Doenças do Fígado, que se realizou recentemente em Boston, EUA.

 

O estudo foi realizado por Ira M. Jacobson, directora do serviço de gastrenterologia do New York Presbyterian Hospital e Vincent Astor, professor de medicina da Weill Cornell Medical College, nos EUA. No estudo foi observado que 75% dos pacientes tratados, durante 12 semanas, com uma combinação baseada em telaprevir, seguido de 12 ou 36 semanas de terapia padrão com interferão peguilado alfa-2a e ribavirina, conseguiu tratar a infecção viral. Isso em comparação com os 44% das pessoas tratadas durante 48 semanas apenas com interferão peguilado e ribavirina.

 

Além disso, os novos dados do estudo mostraram que 62% dos afro-americanos alcançaram a cura da infecção viral com o tratamento baseado no telaprevir, em comparação com 25% dos afro-americanos que foram tratados apenas com interferão peguilado e ribavirina. O estudo revelou ainda que 62% dos pacientes com fibrose hepática avançada (cirrose ou fibrose do fígado) obtiveram a cura da infecção viral com o tratamento com telaprevir, em comparação aos 33% dos que foram tratados apenas com interferão peguilado e ribavirina.

 

"Estes novos dados mostram uma resposta viral mantida em 75% dos pacientes que receberam 12 semanas de terapia combinada com telaprevir, destacando assim uma nova terapia que, se aprovada pela FDA (Food and Drug Administration), pode melhorar drasticamente o futuro tratamento da hepatite C", disse, em comunicado enviado à imprensa, Ira Jacobson, reforçando que “em contraste com o tempo de tratamento padrão de 48 semanas, a maioria dos pacientes que obtiveram resposta viral no estudo recebeu apenas 24 semanas de tratamento."

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.