Estudo inédito avalia impacto social da psoríase

Estudo apresentado pela Associação Portuguesa de Psoríase

25 fevereiro 2011
  |  Partilhar:

Os resultados de um estudo inédito sobre o impacto social da psoríase, vão ser apresentados pela PSOPortugal – Associação Portuguesa de Psoríase, na próxima segunda-feira, segundo um comunicado de imprensa enviado pela organização.

 

Os resultados do inquérito realizado junto de 405 doentes podem permitir, pela primeira vez, fazer a caracterização sociodemográfica abrangente dos doentes com psoríase, assim como medir o impacto psicológico e o efeito da doença na sua auto-estima, bem como a satisfação dos doentes relativamente ao tratamento.

 

Este estudo vai ser apresentado por Vítor Baião, presidente da associação que defende e dá voz aos doentes com psoríase em Portugal, e terá lugar no Bairro Alto Hotel, em Lisboa, na data  que se comemora o 6.º aniversário da PSOPortugal.

 

De acordo com a PSOPortugal, a psoríase é uma doença auto-imune que se manifesta na pele, não sendo contagiosa, é crónica, e pode surgir em qualquer idade. O seu aspecto, extensão, evolução e gravidade são variáveis, caracterizando-se pelo aparecimento de lesões vermelhas, espessas e descamativas, que afectam sobretudo os cotovelos, joelhos, região lombar, couro cabeludo e unhas. Cerca de 10% dos doentes acabam por desenvolver artrite psoriática. Esta doença afecta mais de 250 mil pessoas em Portugal e cerca de 125 milhões em todo o mundo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 2Média: 4.5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.