Estudo avalia sexualidade e alimentação de homens portugueses

Trabalho envolve dados de 20 países

22 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

Os homens portugueses são os que dizem fazer mais sexo, mas também os mais insatisfeitos com a vida sexual, indica um estudo sobre saúde e estilo de vida realizado em 20 países.
 

 

Apesar do primeiro lugar em "relações sexuais declaradas" e quartos lugares no "número de parceiras sexuais por ano" e "experiência de casos extra-conjugais", na média ponderada entre sexo e relações pessoais, Portugal aparece em oitavo lugar, atrás do Reino Unido (1º), Polónia, Holanda, Roménia, Filipinas, Índia e Ucrânia. No entanto, no item "satisfação com a sua vida sexual” os portugueses estão em penúltimo, 19º lugar.
 

 

No campo da alimentação, Portugal lidera o ranking - “fruto dos bons hábitos alimentares associados à designada dieta mediterrânica" - apresentando o maior consumo de peixe e marisco, o terceiro lugar em consumo de vegetais e o quarto em consumo de fruta”, explica a Men’s Health.
 

 

No campo da saúde, Portugal ocupa o meio do ranking (10ª posição) devido a factores como o colesterol, o índice de mortalidade por doenças oncológicas e por AVC, a prevalência de Diabetes ou o nível de Hipertensão.
 

 

O estudo, que envolveu 20 mil homens em 20 países e incidiu sobre as áreas da saúde, nutrição, sexo/relacionamentos, emprego/stress e fitness/emagrecimento, foi complementado com dados das Organização Mundial de Saúde, Euromonitor International e Organização Internacional do Trabalho das Nações Unidas.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.