Estudo avalia qualidade de vida de sobreviventes à leucemia

Investigadores lançam alertas a especialistas

25 setembro 2005
  |  Partilhar:

 

 

Um estudo, realizado no Fred Hutchinson Cancer Research Center, EUA, avaliou os problemas na saúde e qualidade de vida de doentes com leucemia dez anos depois de terem sobrevivido ao tratamento e alerta os especialistas para que prestem mais atenção à saúde e qualidade de vida destes sobreviventes.
 

 

De acordo com o artigo, publicado na revista Journal of Clinical Oncology, "os sobreviventes devem beneficiar de um acompanhamento específico e no que toca à densidade óssea, função da tiróide, detecção precoce de reincidências do cancro, saúde cardiovascular, hepatite C, problemas sexuais e depressão”.
 

 

A equipa, liderada por Karen Syrjala analisou 446 adultos, com mais de 18 anos, que receberam transplantes de células estaminais do sangue entre 1987 e 1990, para tratar leucemias. Passados dez anos, 137 deles sobreviveram.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.