Estudo avalia consumo de frutas e legumes entre os portugueses

Dados apresentados pelo INSA

27 junho 2006
  |  Partilhar:

 

Os portugueses comem mais fruta que legumes e reduziram o consumo destes alimentos na última década, ingerindo menos que os 400 gramas diárias defendidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para prevenir doenças.
 

 

De acordo com números de uma base de dados europeia, apresentados pela coordenadora do Centro de Estudos e Nutrição do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), Sofia Guiomar, os portugueses consumiram menos 9,4 % de fruta, entre 1990 e 2000. Em 2000, consumiam 198 gramas de fruta diárias, um valor superior aos 150 gramas preconizados pela OMS.
 

 

No entanto, Portugal não está tão bem situado no consumo médio de legumes: 137 gramas em 2000, quando a OMS defende 250 gramas. No consumo de hortícolas, Portugal registou igualmente uma quebra entre 1990 e 2000: menos 9,1 %.
 

 

A especialista - que vai coordenar o próximo Inquérito Nacional Alimentar - salientou que Portugal consome mais frutas e legumes do que os outros países europeus, com excepção da Grécia que consome muito mais do que os 400 gramas defendidas pela OMS.
 

 

Em 2000, e segundo a base de dados europeia, os portugueses comiam em média 335 gramas de frutas e legumes, registando um défice de 65 gramas. O consumo destes alimentos não é igual em todo o país. Nos meios urbanos consome-se mais fruta que legumes. Nos meios rurais, os legumes são preferidos à fruta. De acordo com Sofia Guiomar, a fruta é mais consumida pelos agregados familiares que apresentam maior escolaridade.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.