Estudo aponta sucesso de transplantes de bexigas

Trabalho publicado na The Lancet

05 abril 2006
  |  Partilhar:

 

Cientistas norte-americanos implantaram com sucesso bexigas produzidas em laboratório a partir de células dos próprios doentes, de acordo com um estudo publicado na revista The Lancet.
 

 

 

Na experiência, investigadores da Wake Forest University, Carolina do Norte, EUA, retiraram amostras de vários tipos de células da bexiga de pacientes com uma doença congénita na bexiga, cultivaram-nas em laboratório e transferiram-nas para uma estrutura que tinha a forma dos órgãos para que crescessem. Dois meses depois, os órgãos foram implantados em sete pacientes. Passado um período de dois a quatro anos, a saúde dos pacientes está a melhorar, refere o trabalho publicado na revista científica.
 

 

A mesma equipa de investigadores está agora a trabalhar no sentido de cultivar em laboratório outros tipos de tecidos e órgãos.
 

 

Cirurgias reconstrutivas tradicionais usam enxertos de tecidos de uma parte do intestino delgado ou estômago para reparar a bexiga lesada. Mas, como o intestino tem o objectivo de absorver nutrientes e a bexiga de os expelir, os pacientes que se submetem a esse tipo de tratamento correm mais riscos de desenvolver problemas como osteoporose, cancro e formação de pedras nos rins. Segundo os cientistas, a nova técnica iniciará uma nova era em transplantes, embora ainda recomendem precaução.
 

 

MNI- Médicos na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.