Estudo analisa relação entre consumo de carne curada e cancro do pâncreas

Investigação publicada no “American Journal of Epidemiology”

08 julho 2011
  |  Partilhar:

Não existem indícios claros que comer carnes curadas, como bacon, presunto ou salsicha, aumente a possibilidade de desenvolver cancro do pâncreas, aponta um estudo publicado no “American Journal of Epidemiology”.

 

Dado ser um tipo de cancro altamente fatal, os cientistas tentam identificar os factores desencadeantes da patologia. Todos os anos cerca de 43 mil norte-americanos são diagnosticados com a doença, sendo que, num período de cinco anos morrem cerca de 95% dos pacientes.

 

Para testar o papel dos produtos químicos utilizados nas carnes curadas, uma equipa do Instituto Nacional do Cancro dos EUA utilizou dados de um questionário com 124 perguntas para determinar a quantidade de nitratos e nitritos que os participantes ingeriam na alimentação.

 

Um terço de 1% das 300 mil pessoas que responderam ao questionário desenvolveu cancro do pâncreas na década posterior à realização do questionário.

 

De acordo com o estudo, nos homens que consumiam mais conservantes foi observado um ligeiro aumento na possibilidade de ter a doença, mas, os investigadores reforçam ter sido  tão pequeno que poderia ser atribuído ao acaso. Nas mulheres não foi encontrado aumento do risco.

 

Um estudo prévio já tinha associado o hábito de fumar e de consumir grandes quantidades de açúcar e de gordura como factores de risco elevado no desenvolvimento de cancro do pâncreas. "O melhor que podemos fazer para prevenir o cancro do pâncreas e outros tumores é encorajar as pessoas a evitar o tabagismo e a obesidade e a melhorar os seus hábitos alimentares", aconselham os cientistas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.