Estudo analisa pedestrianismo e saúde em Portugal

Investigação da Universidade de Trás- os-Montes

28 março 2007
  |  Partilhar:

 

Um estudo realizado por uma investigadora da Universidade de Trás- os-Montes e Alto Douro (UTAD), Paula Mota, revela que Vila Real é uma das cidades de Portugal "onde há mais caminheiros".
 

 

O estudo promovido por Paula Mota sobre o pedestrianismo envolveu 74 pessoas, algumas das quais caminham regularmente e outras não, com idades entre 48 e 84 anos. "A grande maioria das pessoas que praticam exercício físico regularmente relata melhorias em termos de saúde como a diminuição da hipertensão ou mesmo da toma de medicamentos", afirmou.
 

 

A investigadora acrescentou que, no estudo, participaram algumas pessoas diabéticas que referiram que as caminhadas regulares ajudam a controlar o nível de açúcar no sangue, enquanto outras referiram que o exercício controla o colesterol.
 

 

Paula Mota refere ainda que as pessoas "mais aptas fisicamente" são as que correm menos riscos de Doenças Metabólicas, salientando a importância do percurso pedestre ser compatível com as capacidades físicas do praticante, que deverá ir aumentando a dificuldade do percurso conforme o seu corpo se for habituando ao esforço.
 

 

São às muitas centenas as pessoas, jovens e idosas, que diariamente caminham pelas ruas de Vila Real. Aos caminheiros organizados juntam-se muitos outros, em pequenos grupos de amigos, vizinhos ou colegas de escola, que, todos os dias, depois do horário laboral, saem para as ruas da cidade para caminharem.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.