Estudo analisa a resistência de quenianos ao HIV

Equipa britânica quer entender as razões

26 julho 2006
  |  Partilhar:

Investigadores britânicos partiram para o Quénia para investigar porque razão os habitantes da província de Nyanza, contaminados com HIV, não transmitem o vírus aos seus parceiros.Para os cientistas, esse facto é "um mistério". Já foi observado que cerca de 40% dos pescadores seropositivos da capital de Nyanza não contaminam as suas mulheres, apesar de fazerem sexo sem protecção.Outro estudo, realizado em 2003 com 14 casais quenianos em que um dos parceiros era seropositivo, mostrou que o cônjuge não infectado apresentava resposta imunitária mais eficaz para combater o HIV, conduzindo-o a um estado seronegativo.Além disso, há muitos anos que é observado um baixo índice de contaminação entre as prostitutas quenianas, cujas taxas de infecção pelo HIV são inferiores ao resto da população do país. O novo estudo investigará 160 mil casais da região.MNI- Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.