Estudantes dormem mais do que estudam

Universitários passam 36 por cento do tempo diário na cama

20 janeiro 2004
  |  Partilhar:

Durante as 24 horas do dia, os estudantes universitários dormem mais do que estudam. Em termos de proporção, 21 por cento do dia é gasto com estudos (aulas) e 36 por cento é reservado ao sono.Esta é uma das conclusões de um estudo, apresentado ontem por um investigador da Universidade de Aveiro (UA), que visa determinar os factores que condicionam o sucesso académico dos universitários, que está a ser desenvolvido pelo Laboratório de Estudo e Intervenção do Ensino Superior. O projecto ETAPES - Experiências na Transição Académica para o Ensino Superior, pretende ser um método de despistagem, por inventário, das razões que influenciam o sucesso académico e está a ser desenvolvido pelo Laboratório de Estudo e Intervenção no Ensino Superior, que funciona em Aveiro. A iniciativa envolve investigadores universitários de vários pontos do País e foi apresentada num seminário sobre Estratégias de Promoção do Sucesso Académico no Ensino Superior, em Aveiro. Durante os trabalhos do seminário foram apresentados os resultados de um questionário entregue a cerca de duas centenas de alunos, de diferentes anos, oriundos da Universidade de Aveiro (UA) e do Instituto Politécnico de Viseu. Segundo o mestre José Bessa, que apresentou o trabalho, num universo de 154 questionários, 45 por cento dos que responderam foram alunos «caloiros» e 82,5 por cento não repetentes, sendo 67 por cento raparigas, na maioria da Universidade de Aveiro (72 por cento), sendo os outros 28 por cento de Viseu. Fonte: Diário de Notícias

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.