Estrangeiros melhor integrados têm mais seguros do que portugueses

Dados do Inquérito Nacional de Saúde

05 novembro 2008
  |  Partilhar:

Os imigrantes considerados bem integrados têm mais seguros de saúde do que os portugueses mas usam menos os serviços de assistência nesta área, segundo o último Inquérito Nacional de Saúde.
 

 

Elaborado pelo Instituto Ricardo Jorge, em parceria com o Instituto Nacional de Estatística e com a colaboração da Direcção-Geral da Saúde, o inquérito inquiriu imigrantes legais, com domínio da língua e que moram em casas não degradadas ou precárias. Os números agora revelados num relatório indicam que 12,2% dos imigrantes referiram ter seguro de saúde contra 10,5% dos portugueses.
 

 

Para um dos autores do relatório, Carlos Dias, médico de Saúde Pública, em declarações à agência Lusa, a diferença pode ser explicada por os imigrantes possuírem seguros de saúde nos países de origem, não terem serviços nacionais de saúde na sua proveniência ou por ser-lhe oferecido um seguro devido a uma relação laboral estável.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.