Este ano morreram 31 pessoas nas praias portuguesas

Época balnear termina com mais seis vítimas do que em 2001

01 outubro 2002
  |  Partilhar:

Na época balnear de 2002, que terminou na segunda-feira, morreram 31 pessoas nas praias portuguesas, 26 das quais em praias e zonas não vigiadas, segundo números do Instituto de Socorros a Náufragos, que revelam um aumento de seis pessoas face a 2001.
 

 

A maioria das mortes ocorreu por afogamento, registando- se, no entanto, uma grande variedade de causas para esse afogamento, desde os problemas cardíacos ou doença súbita, até ao suicídio (três casos).
 

 

As quedas estiveram também na origem de seis mortes, devido ao escorregão numa falésia ou ao entrar numa embarcação, ou ainda a acidentes de moto nas dunas, havendo ainda um caso de assassínio.
 

 

Cinco das 31 pessoas mortas este ano eram cidadãos estrangeiros - um alemão, um francês, um belga, um norte-americano e um búlgaro.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.