Este ano há mais casos de doença meningocócica

338 casos deste o início do ano, mais 71 que no ano passado

19 novembro 2002
  |  Partilhar:

Desde o início deste ano, a Direcção-Geral de Saúde registou já 338 casos de meningite e infecção meningocócica, mais 71 do que em todo o ano passado. Um aumento "ligeiro", segundo os especialistas, que o atribuem sobretudo à melhoria da vigilância epidemiológica. A eventual comparticipação das vacinas continua, entretanto, à espera de estudos fármaco-económicos.
 

 

Até ao princípio deste mês, a Direcção-Geral de Saúde (DGS) registou 338 casos de doença meningocócica (meningites e infecções) em todo o país. Um número que suplanta o total de situações notificadas durante o ano passado (267), mas que os especialistas em doenças transmissíveis da DGS desdramatizam, explicando que a vigilância epidemiológica da temida doença melhorou substancialmente após o "surto" de alarme verificado no início deste ano.
 

 

Porto, Lisboa e Aveiro são os distritos com o maior número de casos, 94, 84 e 32, respectivamente. Ainda que o total nacional seja superior ao verificado em qualquer um dos anos da última década (ver quadro), os especialistas garantem que não é significativo nem preocupante. É um aumento "ligeiro", classificou mesmo um deles, sublinhando que todos os anos há variações e que o padrão epidemiológico da doença em 2002 é "normal". Aliás, à excepção de 1986 (602 casos), nos outros anos não se têm registado oscilações dignas de nota.
 

 

Leia tudo no: Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.