Estatinas poderão proteger contra o cancro da próstata

Estudos apresentados no encontro da “American Urological Association”

03 maio 2009
  |  Partilhar:

O consumo de estatinas, presente nos fármacos prescritos para reduzir o colesterol, poderá ajudar na prevenção do cancro da próstata, revelam vários estudos que foram apresentados no encontro anual da “American Urological Association”.

 

Um dos estudos, realizado pela Mayo Clinic, contou com a participação de 2.447 homens, dos quais 729 consumiam estatinas, com idades compreendidas entre os 40 e os 79 anos de idade.

 

Após terem seguido os participantes ao longo de quinze anos, os cientistas constataram que, de entre os participantes que usavam estatinas, só 6% foram diagnosticados com cancro da próstata.

 

Comparativamente com os participantes que não tomavam estatinas, aqueles que as tomavam tinham uma probabilidade três vezes menor de desenvolverem cancro da próstata, o que sugere que as estatinas poderão ajudar na prevenção contra o desenvolvimento do cancro da próstata.

 

Os investigadores verificaram ainda que os utilizadores de estatinas tinham uma probabilidade 63% menor de desenvolverem problemas do tracto urinário e 57% menor de desenvolverem próstata aumentada.

 

De acordo com um dos autores da investigação, Jennifer St. Sauver, os resultados deste estudo sugerem que a saúde do tracto urinário dos homens poderá ser melhorada através do uso de fármacos que contêm estatinas.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.