Estatinas aumentam alterações de consciência no pós-operatório de idosos

Estudo publicado na revista “Circulation”

01 outubro 2008
  |  Partilhar:

Os pacientes idosos medicados com estatinas têm maior probabilidade de sofrerem alterações de consciência no pós-operatório, aponta um estudo da University of Toronto, no Canadá, publicado na revista “Circulation”.
 

 

No estudo com mais de 284 mil pacientes idosos, os investigadores descobriram que os indivíduos que tomam estatinas apresentaram um aumento de 28% no risco de apresentar alterações da consciência. Além disso, aqueles que tinham mais de 70 anos e que se submeteram a cirurgias mais longas corriam mais riscos.
 

 

De acordo com os especialistas, além de causar ansiedade em pacientes e familiares, as alterações da consciência contribuem para uma maior permanência nos hospitais e maior necessidade de cuidados intensivos prolongados.
 

 

De acordo com o estudo, a relação entre o uso de estatinas e o risco de alucinações foi diferente e não foi observada com outros fármacos de redução dos níveis de lípidos, fármacos cardiovasculares ou outros medicamentos para doenças crónicas. Por isso, os investigadores recomendam parar o uso das estatinas temporariamente antes das cirurgias.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.