Estado paga milhões de contos em horas-extra

Ministro exige redução das despesas

06 março 2002
  |  Partilhar:

O Estado gastou 61,5 milhões de contos (306 milhões de euros) para pagar aos profissionais de Saúde as horas extraordinárias feitas durante o ano passado. Ou seja, 5,125 milhões por mês, 1,18 milhões por semana e 170 mil contos por dia. Os hospitais foram responsáveis por 48,4 milhões de contos e os centros de Saúde por 12,5 milhões, segundo noticia o jornal «Correio da Manhã».
 

 

Os elevados gastos levaram o ministro da Saúde, Correia de Campos, a escrever uma carta, na semana passada, a todos os dirigentes hospitalares a exigir planos para reduzir as despesas.
 

 

No documento, a que o CM teve acesso, Correia de Campos é claro ao referir que os estabelecimentos vão ter de enviar para a tutela, até ao dia 8 de Março, um “plano de redução de encargos com medidas concretas”. Uma das áreas onde o ministro quer cortes é nas despesas com pessoal, nomeadamente nas horas extraordinárias.
 

 

Veja mais no: Correio da Manhã
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.