Está a precisar de criatividade?

Boas ideias tendem a surgir na cama, diz estudo

17 outubro 2004
  |  Partilhar:

Mais do que no escritório ou na escola, a cama pode ser o local onde florescem as grandes ideias, segundo dados de um novo estudo realizado na Grã-Bretanha.Quase uma em cada três pessoas entrevistadas pela Agência de Desenvolvimento do Leste da Inglaterra diz que sua actividade cerebral na área criativa melhora quando está na cama.Apenas seis por cento das mulheres e 17 por cento dos homens disseram que têm boas ideias no local de trabalho, refere o estudo. Aparentemente, estar num ambiente que induz o relaxamento pode ser a chave do sucesso em termos de criatividade.Richard Wiseman, professor de psicologia, diz que «esses novos resultados ilustram como frequentemente a nossa mente é mais criativa quando relaxamos e ficamos um tempo longe das pressões quotidianas».Nos sonhos, explica o especialista, produzimos combinações originais de ideias que podem parecer surreais, mas que, de vez em quando, resultam numa solução incrivelmente criativa para um problema importante. O relatório também sugere várias formas para que as empresas estimulem a criatividade dos seus empregados sem ter que colocar camas no local de trabalho.Decorar o escritório com flores e plantas é uma das tácticas sugeridas. Também falam na criação de uma sala para a «criatividade» e de alimentos e bebidas disponíveis para contribuir para criar um ambiente mais informal.Cerca de 70 por cento dos entrevistados consideram-se pessoas com boas ideias. Mas o que é exactamente uma boa ideia mostrou-se algo variável. O saquinho de chá, desenvolvido há cem anos, foi considerado uma grande invenção por 26 por cento dos homens entrevistados. O pão fatiado obteve a aprovação de 25 por cento. Mas 50 por cento das mulheres consideram o chocolate e o sutiã as melhores invenções.Mais de quatro em cada dez pessoas que participaram no estudo consideram a lâmpada uma das invenções de maior impacto, deixando para trás o computador, o carro e o telemóvel. Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.