Esquizofrénicos apresentam mutações genéticas únicas

Estudo publicado na revista Science

16 junho 2008
  |  Partilhar:

Os esquizofrénicos apresentam um grande número de mutações genéticas raras que interrompem o desenvolvimento cerebral, segundo um estudo publicado na revista Science.
 

 

As pessoas que sofrem da doença apresentam entre três a quatro vezes mais anomalias genéticas raras do que as pessoas sem a patologia.
 

 

No entanto, este novo estudo vem sugerir que a assinatura genética da Esquizofrenia, tal como a do Autismo, é mais complexa do que se pensava até agora e implica uma dezena, ou até mesmo uma centena, de genes, cujo funcionamento foi interrompido por duplicações ou supressões no ADN. “Supomos que a maior parte das pessoas que sofrem de Esquizofrenia têm a doença por uma razão genética diferente”, afirma Mary-Claire King, professora das Ciências do Genoma, na University of Washington, em Seattle, nos EUA, que colaborou neste estudo.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.