Espinal medula aprende a funcionar de forma independente do cérebro

Estudo publicado na revista “PLOS Biology”

08 julho 2015
  |  Partilhar:

A espinal medula ingressa na aprendizagem de tarefas motoras independentemente do cérebro, dá conta um estudo publicado na revista “PLOS Biology”.
 

O estudo conduzido pelos investigadores da Universidade de Montreal, no Canadá, poderá contribuir para o desenvolvimento de novas oportunidades para a reabilitação após danos na espinal medula.
 

A aprendizagem de uma tarefa motora complexa, como tocar piano, induz alterações no cérebro que podem ser monitorizadas através de uma ressonância magnética funcional. Durante a aprendizagem, a informação sensorial e os comandos motores passam através da espinal medula. Contudo, até à data tem sido um desafio realizar simultaneamente uma ressonância magnética funcional no cérebro e na espinal medula. Assim, tem sido complicado determinar se as alterações observadas na espinal medula durante a aquisição das capacidades motoras dependem inteiramente dos sinais cerebrais ou ocorrem de uma forma independente.
 

Neste estudo, os investigadores conseguiram ultrapassar este obstáculo através da utilização de um aparelho de ressonância magnética 3.0T que tem um campo de visão suficientemente amplo para captar a imagem do cérebro e da espinal medula, que retransmite sinais de e para os músculos das mãos.
 

Ao utilizarem esta técnica em indivíduos que realizavam uma tarefa complexa com os dedos, os investigadores, liderados por Julien Doyon, demonstraram que as alterações no fluxo sanguíneo associadas à aprendizagem na espinal medula, eram independentes das alterações no fluxo sanguíneo em regiões cerebrais envolvidas na tarefa.
 

Os resultados do estudo indicam que a espinal medula desempenha um papel importante nas fases iniciais da aprendizagem motora. São necessários mais estudos para confirmar que as alterações observadas na espinal medula persistem ao longo do tempo e generalizam-se para outras etapas da aprendizagem e outras formas de capacidade motora.
 

A descoberta de um papel independente da aprendizagem na espinal medula pode fornecer novas vias para reaprender tarefas motoras após danos na espinal medula, quando as comunicações entre o cérebro e espinal medula estão afetadas.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.