Espermatozóides maiores têm mais hipóteses de fecundação

Competição para fecundar o ovócito

11 novembro 2002
  |  Partilhar:

Afinal, o tamanho importa! Pelo menos, no que diz respeito à competição entre espermatozóides para fecundar o ovócito, uma vez que é a fêmea quem controla as regras do jogo da competição no seu aparelho reprodutivo.
 

 

Dois investigadores da Universidade de Siracusa (EUA) procuraram demonstrar, num artigo publicado na revista "Science", que a forma do espermatozóide se adapta à forma do reservatório seminal feminino, aproveitando como objecto de estudo um animal que se reproduz facilmente, a mosca-da-fruta.
 

 

"Há muitos anos que se sabe que os espermatozóides possuem uma estrutura extremamente variável consoante as espécies, e que essa variação morfológica depende da estrutura do ovócito (caso de animais de fecundação externa) ou do ovócito e dos canais genitais femininos (nos animais com reprodução interna). É uma adaptação evolutiva", explicou Mário de Sousa, professor e investigador no Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar, no Porto.
 

 

Scott Pitnick e Gary Miller procuraram perceber o que é que leva algumas espécies a sacrificar a quantidade pela qualidade, ou seja, a produzir espermatozóides maiores. Utilizando moscas-da-fruta ("Drosophila melanogaster"), tentaram descodificar a relação entre o tamanho dos espermatozóides, o tamanho da espermateca cloacal feminina - assim se chama o reservatório seminal nas fêmeas - e uma fecundação bem sucedida. "A mosca apresenta uma alta taxa de mutações espontâneas que permite aos investigadores verificar em poucas semanas a influência dessas mutações no desenvolvimento de novas moscas", esclareceu Mário de Sousa, para explicar a opção por este animal como modelo de estudo.
 

 

A experiência consistiu em colocar machos da mesma espécie, com espermatozóides com diferenças em relação ao flagelo (cauda), a copular com fêmeas com diferentes tamanhos de reservatórios seminais. Chegaram à conclusão de que, embora em fêmeas com reservatórios pequenos a competição entre espermatozóides grandes e pequenos fosse justa, no caso de fêmeas com espermatecas grandes, os espermatozóides com caudas compridas eram os preferidos e os que mais provavelmente fecundariam o ovócito.
 

 

Leia tudo no: Público
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.