Espera por Transplante de Rim pode ter feito 103 mortos

Dados da Comissão de Transplantes do Conselho da Europa

09 setembro 2007
  |  Partilhar:

 

No ano passado morreram 103 portugueses enquanto esperavam por um Transplante de Rim. Em lista de espera estavam 2293 doentes, 595 dos quais entraram em 2006.
 

 

Os dados sobre a situação portuguesa, divulgados pela Comissão de Transplantes do Conselho da Europa denotam não uma ausência de centros de transplante, mas sim constrangimentos na colheita. Portugal tem 20,1 dadores por milhão de habitantes, mas luta para se aproximar dos níveis espanhóis (33,8 dadores).
 

 

Apesar de haver oito centros com valências para Transplante de Rim no País, a espera continua a ser uma das maiores entre os vários órgãos, sendo calculada num mínimo de três anos. O número de Transplantes Renais tem vindo a crescer, mas mantém-se abaixo dos dados de 1996.
 

 

Porém, a mortalidade não tem como única razão o tempo de espera. Segundo Eduardo Barroso, presidente da Autoridade para os Serviços de Sangue e de Transplantação (ASST), "nem todos são vítimas de insuficiência renal, podendo falecer na sequência de doença ou de outras causas".
 

 

Fontes: DN e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.