Especialistas pedem registo obrigatório das terapêuticas biológicas

Alerta do coordenador do Núcleo de Estudos de Doenças Auto-Imunes da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna

26 outubro 2007
  |  Partilhar:

 

Médicos Internistas e Reumatologistas defendem que o Ministério da Saúde torne obrigatório o registo dos doentes medicados com terapêuticas biológicas, para prevenir eventuais efeitos secundários.
 

 

Um despacho assinado pelo secretário de Estado da Saúde, Francisco Ramos, determina que os medicamentos destinados ao tratamento de doentes com Artrite Reumatóide, Espondilite Anquilosante, Artrite Psoriática, Artrite Idiopática Juvenil Poliarticular e a Psoríase em Placas sejam prescritos em consultas especializadas, quer no sector público, quer no privado, e dispensados gratuitamente através das farmácias hospitalares do Serviço Nacional de Saúde.
 

 

O Coordenador do Núcleo de Estudos de Doenças Auto-Imunes da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, Luís Campos, considerou positiva a extensão do acesso ao tratamento, mas criticou a falta de obrigatoriedade de um banco de dados nacional, quando estão em causa medicamentos com eventuais efeitos secundários graves quando não usados segundo critérios apertados. "É exigido muito rigor na utilização, monitorização e avaliação de resultados e há já países cuja solução foi impor um registo nacional para doenças auto-imunes, um cenário que não surge neste despacho", referiu.
 

 

A criação de uma base de dados já estava nos projectos da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna, que agora resolveu antecipar voluntariamente a sua execução para o início do próximo ano, envolvendo as consultas dadas por internistas no público e privado.
 

 

Fonte: Lusa
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.