Especialistas debatem acesso a medicamentos inovadores

Conferência marca 30 anos de investigação sobre a doença de Gaucher

29 abril 2011
  |  Partilhar:

Especialistas de diferentes áreas vão analisar a sustentabilidade e o acesso aos medicamentos inovadores para tratamento das doenças raras numa conferência que assinala 30 anos de investigação científica sobre o tratamento da doença de Gaucher.

 

Na reunião que vai decorrer a 7 de Maio, em Lisboa, Maria João Costa, hematologista, falará sobre a forma como a patologia é hoje tratada em Portugal, Geoffrey McDonough, presidente da Genzyme Europa, fará uma retrospectiva sobre como a companhia desenvolveu a área da investigação nos últimos 30 anos, e Timothy Cox, professor universitário, apresentará as perspectivas para o futuro do tratamento da doença.

 

De acordo com a nota de imprensa, citada pela agência Lusa, a presidente da Federação das Doenças Raras de Portugal, Paula Costa, também vai participar na iniciativa em representação das associações de doentes, e Adalberto Marques Fernandes apresentará a perspectiva dos administradores hospitalares.

 

A doença de Gaucher é uma condição rara e hereditária que conduz a uma acumulação de glicocerebrósidos, um produto do metabolismo das gorduras. Esta doença produz um aumento de volume do fígado e do baço e uma pigmentação pardacenta da pele. A acumulação de glicocerebrósidos nos olhos causam o aparecimento de pontos amarelos chamados pinguéculas e as acumulações na medula óssea podem causar dor, de acordo com a definição do manual Merck.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.