Espanha cria registo nacional obrigatório de doentes com VIH

Mais de 120 mil pessoas estarão infectadas

30 agosto 2010
  |  Partilhar:

Desde o início deste mês que Espanha passou a ter um registo nacional obrigatório dos casos de pessoas infectadas com o vírus VIH (causador de sida), passando a integrar as estatísticas do Centro Europeu para a Prevenção e Controlo das Doenças, refere a agência Lusa que sita a edição online do jornal “El País”.

 


Até agora, quando se consultavam os relatórios de vigilância à epidemia do Centro Europeu para a Prevenção e Controlo das Doenças, Espanha surgia com a indicação de não ter dados nacionais, já que os sistemas de vigilância apenas cobriam determinadas regiões ou províncias.

 


A proposta de uma base de dados nacional já tem uma década, mas dado que várias associações espanholas manifestaram-se preocupadas com a protecção dos dados pessoais o processo foi retardado.

 


Agora, por decisão do conselheiro de saúde espanhol, a 6 de Agosto tornou-se obrigatório que todos os centros e serviços de saúde, bem como os laboratórios e os profissionais do sector (no público e no privado), declarem os casos de infecção. A base de dados vai permitir conhecer que grupo populacional regista mais infecções, bem como compreender o alcance do atraso no diagnóstico da doença.

 


Calcula-se que entre 120 a 150 mil pessoas estejam infectadas com o VIH no país vizinho.

 


ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.